Câmara de Compensação do Nepal Ltd. Sistema Interbancário da ProgressSoft Começa a funcionar em pleno

Imprimir

Câmara de Compensação do Nepal Ltd. A Câmara de Compensações do Nepal Ltd (NCHL nas suas siglas em inglês), com o apoio do Banco Rastra do Nepal, lançou a solução da ProgressSoft câmara de compensações automática (PS-ACH), apelidado como o sistema de pagamentos interbancários (NCHL-IPS) liquidando 200 transações durante 6 sessões de compensação logo no primeiro dia.

O NCHL-IPS é um sistema de compensação para um grande volume de transações de baixo valor, proporcionando um mecanismo para que os bancos participantes e instituições financeiras possam transferir, de forma segura e eficiente, fundos em nome dos seus clientes, bem como para os seus próprios fins comerciais O NCHL-IPS é compatível com o débito direto (cobrança) e créditos diretos (transferências) para realizar transações de qualquer conta bancária para outra conta de outro banco. Para além disso, o NCHL-IPS também suporta ordens pendentes e pagamentos com base em mandato.

A adoção da solução da câmara de compensação automática da ProgressSoft é considerada um passo estratégico para o progresso do sistema de pagamentos nacional no Nepal, país que adotou a solução de compensação eletrónica de cheques PS-ECC da ProgressSoft, no ano de 2011, possibilitando a liquidação e compensação de cheques no mesmo dia em 120 bancos e sucursais no país.

A NHCL, uma empresa pública criada conjuntamente pelo Banco Rastra do Nepal, bancos e instituições financeiras, entre outros, é a introdução de três produtos para iniciar o funcionamento da plataforma de pagamentos. Um dos produtos da NHCL, que está a ser implementado, é o “Customer Transfer”  , que permite a transferência de fundos entre contas bancárias de pessoas e empresas em poucas horas. Um outro produto, chamado “Treasury Transfer”,  permite a transferência em bloco de fundos entre instituições financeiras. O terceiro produto é os pagamentos do Estado, permitindo a transferência de fundos entre o Estado e as empresas, tais como um ministério e uma empresa contratada para a construção de uma infraestrutura física.

“Estes serviços de pagamentos estarão disponíveis numa rede de 58 bancos e instituições financeiras, das quais 26 são bancos comerciais, 26 são bancos de desenvolvimento e seis são empresas financeiras," afirmou o CEO do NCHL Neelesh Man Singh Pradhan.

Outros produtos como salários, pensões, segurança social, dividendos, reembolsos de IPOs, prémios, encargos de prestações, etc, incluindo pagamentos individuais e repetitivos baseados em volume, serão introduzidos gradualmente e por fases.

Atualmente, os clientes dependem de instalações offline para transferir fundos da conta de um banco para um outro banco dentro do mesmo país. Isto significa que os clientes têm que entrar no escritório de um banco ou de uma instituição financeira onde têm conta, preencher um formulário e pedir ao caixa que transfira a quantidade desejada.

Hoje em dia, por exemplo, as empresas privadas e as agências governamentais pedem, aos seus colaboradores, que abram contas ordenado no mesmo banco onde têm conta, de forma a facilitar o processo de transferência de fundos “Mas assim que o novo sistema começar a funcionar, este procedimento não terá continuidade, uma vez que os fundos podem ser transferidos da conta bancária do empregador para a conta bancária do colaborador, sediada em qualquer banco ou instituição financeira em apenas algumas horas”, reafirmou Pradhan.

Michael Wakileh, CEO da ProgressSoft Corporation afirmou que "o lançamento do sistema ACH da ProgressSoft, no Nepal, é mais um marco na história de sucesso da ProgressSoft. Estamos orgulhosos deste lançamento e orgulhosos de trabalhar em estreita colaboração com a NCHL e a banca do Nepal. Estamos desejosos de alcançar um sistema nacional de pagamentos neste país dos Himalaias.

Michael Wakileh continuou: "Devo agradecer às equipas da ProgressSoft e da NCHL, uma vez que são a verdadeira razão por que se conseguiu lançar este projeto”

A implementação e operação bem-sucedida do NCHL-IPS, nos 58 bancos participantes, irá promover as transações sem papel e será mais um grande projeto para assegurar a execução de pagamentos eficientes e eficazes com mecanismos de liquidação na indústria bancária e financeira do Nepal.

A implementação do PS-ACH no Nepal é o quarto deste género desde 2010, altura em que a ProgressSoft iniciou, com êxito, a sua execução em 9 bancos na Jordânia, e atualmente em aplicação no Sultanato de Omã, a nível nacional, para abranger os 26 bancos do Sultanato.

Nas Seychelles, a ProgressSoft implementou a solução de transferência eletrónica de fundos PS-EFT, em 2013, que é considerada uma versão em menor escal de uma solução ACH.

Enviar a um Amigo