Este é o momento certo para os activos digitais

O COVID-19 perturbou o mundo inteiro de repente, e o período entre janeiro e março de 2020 não foi suficiente para os países tomarem as devidas acções, abordarem ou analisarem todos os aspectos e efeitos colaterais da natureza de rápida propagação da doença, nem as consequências aos níveis económico, social, político, na aviação, nos transportes etc.

Consequentemente, o mundo testemunhou o encerramento de quase todos os sectores empresariais do dia-a-dia devido a imposições governamentais e o impacto sobre os proprietários das empresas em vários sectores, incluindo o sector financeiro, é tremendo. O resultado? Analistas económicos experientes e especialistas no assunto preveem agora uma crise económica pior do que a de 2008.

Todos entendemos já a necessidade de nos adaptarmos aos ambientes de trabalho remoto digital em todos os níveis, incluindo financeiro, telecomunicações, indústria alimentar, serviços governamentais e muitos outros. Os negócios de retalho online como a Amazon, Alibaba e outros não conseguiram manter a continuidade ideal dos negócios devido ao bloqueio dos canais físicos de entrega, enquanto os sectores da aviação e dos transportes também fecharam totalmente após o encerramento de fronteiras entre países por todo o mundo. Os únicos negócios que conseguiram sobreviver a esta pandemia foram os que fornecem e operam serviços digitais como a Netflix, YouTube, Facebook e outras redes sociais.

Mas e se esta situação persistir por um período mais longo? E se enfrentarmos mais uma ameaça global semelhante no futuro? Como podemos estar prontos para outra vaga de COVID-19 ou outros ataques de força maior?

Partindo do princípio de que está assegurada a conectividade com a Internet e que estão disponíveis canais de telecomunicações para todos os cidadãos do mundo, a resposta simples para todas as perguntas acima é “começar a avançar na direcção de uma ampla gama de serviços de base digital, incluindo ambientes sem dinheiro, activos digitais e o Conheça o seu Cliente Digital (eKYC)".

Entre 2012 e 2019, o debate sobre os activos digitais liderados pelo Blockchain e pela DLT (Distributed Ledge Technology) não foram levados plenamente a sério. Hoje, no entanto, a pandemia do COVID-19 é um importante gatilho que alerta para a necessidade da transformação imediata dos activos para um ambiente totalmente digital e remoto, não apenas para pagamentos sem dinheiro, mas também para a transferência remota de activos e dos direitos de propriedade entre proprietários atuais e futuros dos activos.

Assim como os activos, os casos em que pode ser usada essa transformação são ilimitados e, portanto, mostrarei apenas alguns desses casos, incluindo processos e documentos eKYC (cativos), bem como o processo de transferência de propriedade e respectivo certificado de propriedade.

As iniciativas do eKYC começaram a surgir algum tempo antes da situação do COVID-19 e foram uma das primeiras fronteiras abordadas por legisladores para a definição de regulamentos, normas e tecnologias. Uma vez que é necessária a conformidade com os regulamentos KYC para todas as transacções, seja ao nível micro, como a abertura de uma nova conta de carteira móvel, ou em um nível detalhado, como a abertura de uma nova conta bancária, é agora necessário fornecer um recurso que possa ser acedido remotamente que permita aos consumidores preencher a totalidade dos processos de registro e fornecer os documentos ou informações necessários através do eKYC a todos os sectores sujeitos a esses requisitos de conformidade.

O fornecimento do eKYC requer colaboração com fornecedores de soluções com profundo conhecimento das sofisticadas tecnologias de Aprendizagem de Máquina (ML) e de Inteligência Artificial (AI) que permitem a realização de biometria remota identificando a identidade, a autenticidade e os níveis de autorização necessários do utilizador. Isto para além da experiência na recolha da documentação autêntica exigida, como identificações nacionais, passaportes, cartas de condução ou outros documentos comprovativos de morada. Essas plataformas e ambientes avançados de eKYC são essenciais para fornecer remotamente os serviços financeiros e jurídicos necessários, sem a necessidade de presença física para a obtenção de informações ou documentos necessários.

Documentos! Acabei de dizer 'documentos'? Documentos são recursos que geralmente pertencem a uma pessoa ou entidade como prova de identidade ou propriedade de activos como mercadorias ou propriedades, incluindo propriedade intelectual.

Mas de que forma podemos manter documentos e recursos similares num ambiente digital que garanta a sua segurança, privacidade e confidencialidade, permitindo ao mesmo tempo que os proprietários transfiram voluntariamente a propriedade ou concedam direitos de acesso a outras partes? A resposta é simples: DLT.

Ao criar uma DLT nacional ou global baseada em blockchain para diferentes categorias e tipos de activos, podemos facilmente criar soluções eKYC e de gestão de activos totalmente de base digital e acedidas remotamente, que facilitam um ambiente remoto para negócios e serviços governamentais.

Actualmente, os especialistas têm um profundo conhecimento das tecnologias por trás da blockchain e DLT para o Processamento de Transações Online (Online Transaction Processing, OLTP) e os Sistemas de Arquivo Interplanetário (InterPlanetary File Systems, IPFS), que podem fornecer os meios para avançar em direcção a um ambiente de activos digitais e totalmente remotos sem limitações de fronteiras e sem envolvimento físico.

Como tal, venho propor aqui a construção de um conjunto de redes DLT nacionais interoperáveis baseadas em blockchain com permissão que se ligam à Internet DLT global baseada em blockchain, acedida por todos os países do mundo e impulsionada pelos utilizadores finais à vontade.

Do meu ponto de vista, este é o momento certo para os activos digitais.

Também poderá gostar de

Conversas Espontâneas: Hub de Pagamentos

Conversas Espontâneas: Hub de Pagamentos

Uma conversa franca com o gestor nacional da ProgressSoft no Kuwait revela a história por trás da solução que lidera iniciativas bem-sucedidas de transformação digital, como funciona e o seu impacto no sector em geral.